vozes da alma

Os movimentos do Espírito Santo

Nós nos perguntamos sobre os movimentos individuais do Espírito Santo em nossa alma.
Um velho e sábio teólogo do século IV formulou esta bela frase: “O que atua na alma do cristão, como cristão, é o sopro do Espírito Santo”.
Naturalmente, com isso tocamos em um assunto que o homem moderno dificilmente considera. É precisamente o discernimento do Espírito. O Espírito Santo fala em nossa alma "com gemidos indizíveis" (Rm 8:26). Isso significa, na prática, que se tratamos em oração com Deus Pai, se prestamos atenção ao que ele fala em nós, devemos muitas vezes confessar: a oração sabe o que Deus Pai quer de nós, antes de nós mesmos. Em outras palavras, na oração recebemos muitos desses movimentos; Vislumbramos relacionamentos instintivamente, as intenções de Deus, dos quais, apenas lentamente, podemos nos tornar totalmente conscientes.
Portanto, saia para encontrar as inspirações do Deus vivo! Não ficar pulando e pulando permanentemente de um galho para outro, como um esquilo. Vamos parar! Parar em quê? Em tudo o que o Pai Deus nos fala interiormente, no que espera e exige de nós.
Finalmente, a terceira fonte da qual podemos extrair nosso conhecimento pessoal é nossa estrutura de ser. Nosso ser não é algo meramente pessoal e subjetivo; foi criado pelo Deus Pai. E dependendo da forma como o meu ser está moldado, se eu sou homem ou mulher, desta ou daquela natureza, é uma fonte de conhecimento para mim.
Desta forma, reconhecemos plenamente, cada vez mais clara e profundamente, o que Deus Pai quer de cada um de nós.

(Texto del Padre Kentenich tomado de: "Vortrag", 1967. Ver “Dios presente” Recopilación de textos sobre la Divina Providencia, Editorial Nueva Patris, Santiago de Chile, 2007, Pág. 300)